Visualizações

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Hoje é dia da filha, vou para o trabalho com meu Pai, é assim que o estado Suíço, escolas e patrões fazem uma vez por ano

Opções de adopção às escolas Alunos, Professores, Pais e Empregadores Olá boa noite, amigos e amigas Venho trazer à ribalta outras culturas Na minha vida, vou adaptando sistemas de vida À pouco mais de um ano, cheguei à terra Helvética, e vejo, com bons olhos as formas que se enquadram nalgumas maneiras de vivência entre povos Exclamei e reflecti, a Suíça está mais evoluída na educação em relação a Portugal em todos os níveis Mas agora não vou entrar nesse campo, apenas vou dar a conhecer dois métodos que a Suíça perfilhou com as crianças e seus Pais, Professores e outros E porquê! E dizem vocês, o que é que isso nos interessa? Pois bem, aquilo que a Suíça, o país aprende com os povos Europeus, também os países Europeus pode aprender com a Suíça Cá, nesta linda comunidade, neste caso em particular, a escola Helvética através dos seus Cantões, adoptaram, então, a forma de todos os pais e filhos, juntamente com professores e empregadores dos Pais, elegeram, uma forma simples e fantástica para uma boa relação entre todos, desde a educação, ao incentivo no trabalho e, à realidade como se dá aulas na escola Suíça Vamos ao tema que interessa: Algumas vezes por ano, todos os Pais são convidados a ir à escola assistir a uma aula do educando, caso de ser filho, está o tempo que quiser a assistir à mesma, a disciplina não importa No contexto, indirectamente, os Empregadores dos Pais, também são envolvidos nesta tarefa, pois deixam o subordinado ir assistir à aula do seu filho e pagando as horas que perderem para o caso em epigrafe Engraçado! Muito engraçado, também fiquei a saber que existe o dia da Filha, não do filho! Um dia por ano, enquanto decorre o ano lectivo, as filhas vão acompanhar o Pai, não a mãe! Onde vão eles acompanhar o Pai? Simples e objectivo: A filha vai com o Pai para o trabalho, aqui também o Patrão do Pai tem uma palavra a dizer, mas nunca se impõe às adopções da Suíça, para bem de todos e das comunidades a que pertencem O que é que a criança vai fazer no trabalho do Pai? Porquê com o Pai e não com a mãe? No contexto, porque é que é dia da filha e não do filho? O hábito escolar, vem no âmbito do Ministério da Educação, para que as meninas de hoje, mulheres de amanhã, saibam e tenham conhecimento, com outra realidade, com o Pai no trabalho e para com o trabalho Deve-se isto, segundo dizem os Suíços, que a menina aprende com a mãe a lida da casa e partilha tudo mais com a mãe, e aprende a ser mulher dia após dia, exemplo da forma que brinca às bonecas Visível que, não sabe muito bem a realidade fora de casa com o Pai! Porque todos nós sabemos que, o filho não brinca às bonecas e vai à bola com o Pai, tem outra atitude de comportamento, e por isso diz a cultura Helvética, que a menina é mais reservada e, mantém uma vida menos liberal, por esse motivo quiseram lhe dar o dia da filha por legitimidade, para ela ter uma proximidade do Pai e da realidade sobre o trabalho, a maior parte das vezes em conjunto com outras pessoas Acho mal nesse sentido, não haver o dia do Filho, já que existe o dia do Pai e o dia da Mãe… E irem os meninos, rapaz, uma vez por ano para o trabalho com a mãe. Estou a partilhar neste espaço e gostaria de saber a opinião dos nossos professores e Vereadores da Educação Gostaria que adoptassem medidas deste género, para uma boa união entre todos, aprendendo uns com os outros Fica aqui a minha sugestão e gostaria de uma resposta do poder autárquico da Póvoa de Lanhoso Abraço Quelhas
Enviar um comentário

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)