Visualizações

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Hoje é dia da filha, vou para o trabalho com meu Pai, é assim que o estado Suíço, escolas e patrões fazem uma vez por ano

Opções de adopção às escolas Alunos, Professores, Pais e Empregadores Olá boa noite, amigos e amigas Venho trazer à ribalta outras culturas Na minha vida, vou adaptando sistemas de vida À pouco mais de um ano, cheguei à terra Helvética, e vejo, com bons olhos as formas que se enquadram nalgumas maneiras de vivência entre povos Exclamei e reflecti, a Suíça está mais evoluída na educação em relação a Portugal em todos os níveis Mas agora não vou entrar nesse campo, apenas vou dar a conhecer dois métodos que a Suíça perfilhou com as crianças e seus Pais, Professores e outros E porquê! E dizem vocês, o que é que isso nos interessa? Pois bem, aquilo que a Suíça, o país aprende com os povos Europeus, também os países Europeus pode aprender com a Suíça Cá, nesta linda comunidade, neste caso em particular, a escola Helvética através dos seus Cantões, adoptaram, então, a forma de todos os pais e filhos, juntamente com professores e empregadores dos Pais, elegeram, uma forma simples e fantástica para uma boa relação entre todos, desde a educação, ao incentivo no trabalho e, à realidade como se dá aulas na escola Suíça Vamos ao tema que interessa: Algumas vezes por ano, todos os Pais são convidados a ir à escola assistir a uma aula do educando, caso de ser filho, está o tempo que quiser a assistir à mesma, a disciplina não importa No contexto, indirectamente, os Empregadores dos Pais, também são envolvidos nesta tarefa, pois deixam o subordinado ir assistir à aula do seu filho e pagando as horas que perderem para o caso em epigrafe Engraçado! Muito engraçado, também fiquei a saber que existe o dia da Filha, não do filho! Um dia por ano, enquanto decorre o ano lectivo, as filhas vão acompanhar o Pai, não a mãe! Onde vão eles acompanhar o Pai? Simples e objectivo: A filha vai com o Pai para o trabalho, aqui também o Patrão do Pai tem uma palavra a dizer, mas nunca se impõe às adopções da Suíça, para bem de todos e das comunidades a que pertencem O que é que a criança vai fazer no trabalho do Pai? Porquê com o Pai e não com a mãe? No contexto, porque é que é dia da filha e não do filho? O hábito escolar, vem no âmbito do Ministério da Educação, para que as meninas de hoje, mulheres de amanhã, saibam e tenham conhecimento, com outra realidade, com o Pai no trabalho e para com o trabalho Deve-se isto, segundo dizem os Suíços, que a menina aprende com a mãe a lida da casa e partilha tudo mais com a mãe, e aprende a ser mulher dia após dia, exemplo da forma que brinca às bonecas Visível que, não sabe muito bem a realidade fora de casa com o Pai! Porque todos nós sabemos que, o filho não brinca às bonecas e vai à bola com o Pai, tem outra atitude de comportamento, e por isso diz a cultura Helvética, que a menina é mais reservada e, mantém uma vida menos liberal, por esse motivo quiseram lhe dar o dia da filha por legitimidade, para ela ter uma proximidade do Pai e da realidade sobre o trabalho, a maior parte das vezes em conjunto com outras pessoas Acho mal nesse sentido, não haver o dia do Filho, já que existe o dia do Pai e o dia da Mãe… E irem os meninos, rapaz, uma vez por ano para o trabalho com a mãe. Estou a partilhar neste espaço e gostaria de saber a opinião dos nossos professores e Vereadores da Educação Gostaria que adoptassem medidas deste género, para uma boa união entre todos, aprendendo uns com os outros Fica aqui a minha sugestão e gostaria de uma resposta do poder autárquico da Póvoa de Lanhoso Abraço Quelhas

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)