Visualizações

domingo, 23 de maio de 2010

Convidado de honra: Ritinha Caracoleta

Ana Rita Fernandes da Costa nasceu a 19 de Agosto de 1992 As suas habilitações literárias à data são do 11. º Ano de escolaridade, está a seguir (humanidades). O hobby da Ana Rita, é cultural! Gosta de cantar, ler, escrever, principalmente poesia, e é uma mais-valia como actriz, no grupo de teatro amador (Grupo de Teatro da Escola Secundaria da Póvoa de Lanhoso). Ana Rita Costa, tornou-se a primeira apresentadora de TV on-line na Póvoa de Lanhoso. Com (As tardes da Ritinha), apresenta cultura, seus convidados, vêem ao programa falar da sua terra, da sua gente e das suas culturas! A Ritinha, sente-se concretizada, com aquilo que tem para dar e para receber culturalmente a toda a comunidade espalhada pelo mundo a falar português, uma vez que o canal da Lanhoso TV, através da Internet chega além fronteiras… A Rita, optou por ter um pseudónimo; (Ritinha Caracoleta), que se deve aos seus caracóis, e usa como personagem artística e cultural, no seu canal on-line e também na sua poesia. A Caracoleta, diz-se uma menina simples, honesta e querida, e acrescenta que, não tem dúvida nenhuma, que pensa mais nos outros que em si mesma. Ama quem a ama, e é uma pensadora sem limites... Talvez reflicta isso, nos seus poemas e nos seus programas! Porque diz que é inspiração da vida e, é secretamente uma pensadora fanática pelo papel e por quem ama. Ana Rita gosta de brincar e animar o amigo que está triste, sem ter nada em troca. Este seu querer, torna-a uma pessoa mais preenchida, com um coração aberto e sem exibições, ajuda, e não é ajudada, e por isso sente-se feliz por ajudar, e ao mesmo tempo triste por ser posta de lado. - Sou uma pessoa que adora toda a gente, não existe diferenças de idade, nem de cor ou carácter social, sou unicamente simples e sociável … A Ana Rita, detesta ser traída. Não gosta de quem é maldizente e, de quem se faz de amigo e apunhala pelas costas. Afirma que vivemos numa sociedade, onde não há diferenças e somos todos iguais. Detesta ainda, de pessoas falsas que, não olham por elas a baixo, não sabem o seu lugar e, é o que mais há neste mundo tão pequeno de ilusões. Acrescenta: - Temos de pensar bem antes de falar… Ana Rita, adora ouvir uma melodia e escrever um belo poema e, pensar e, pensar, sem ser obrigada a faze-lo. Talvez, por isso, a Rita diz que, temos de pensar bem antes de falar! - O meu pai e a minha mãe são umas pessoas maravilhosas. Mãe, tu és aquela a quem tenho de agradecer toda a minha existência e a minha vida... O meu pai é simples é querido, é alguém com quem eu me identifico muito. Sinto que ele é uma pessoa que transmite paz ao mundo. O meu pai tem umas mãos de ouro, faz de tudo. O meu pai é querido, mas, também uma pessoa muito reservada. Neste aspecto identifico-me muito com ele, porque eu também sou uma menina muito reservada… Uma palavra de apresso, para uma pessoa que sempre me transmitiu muita alegria, nos momentos em que mais precisei, ele ajudou-me e, tinha sempre uma palavra amiga; Tiínho, (P. Magalhães) você é o meu segundo pai, é aquele a quem entrego toda a minha vida... Ritinha, Beijinho... Convidado de Honra pelo autor povoense Quelhas "Ana Rita Fernandes da Costa" Ritinha Caracoleta ritinha592@gmail.com http://tardesdaritinha.webnode.com.pt/ autor: Quelhas

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)