Visualizações

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Portuguesas são as mais sexualmente satisfeitas. Será?

"As mulheres portuguesas são, entre as europeias, as mais satisfeitas em relação à vida sexual, no que à frequência e à qualidade diz respeito. No total, 88% das portuguesas confessam-se realizadas sexualmente, no que são seguidas por 75% das espanholas e 74% das austríacas. O estudo "Que querem as mulheres?", conduzido pela consultora internacional Stategy One e apoiado pela Pfizer, foi feito junto a 2500 mulheres da Alemanha, Áustria, Espanha, Portugal e Suécia, todas elas com parceiro e numa relação estável.Entre as entrevistas, a portuguesas destacaram-se, já que, qualitativamente, 440 das 500 entrevistadas portuguesas disseram-se satisfeitas.Quanto à frequência sexual, foram também as portuguesas que se destacam: 81% tem relações pelo menos uma vez por semana, seguidas pelas espanholas (68%). Na fim da lista surgem as suecas: 45% tem relações de sete em sete dias."
Será que neste estudo, perguntaram às mulheres, se, esta relação de vida sexual, tinha a ver simplesmente com sexo ou com amor!? É que nos dias que correm, tanto homens como mulheres são ascediados sexualmente na rua, nos cafés e nos trabalhos etc. e alguns não resistem. Claro que consumir uma vez por semana sexo é pouco. Algo pode estar por trás! Pode existir mais alguém na vida do casal. Pode ele ou ela não ter potência sexual e estimulante e não reajam frequêntemente. Domina muitas vezes a droga e o alcool. A doença está sempre nos grandes fracassos da sexualidade. Também os ciúmes separem as relações sexuais. Existe também o factor de cansaço entre quem trabalha muito, para além de algumas ansiedades. Outro ponto que está na vertente da deminuição do sexo, é o tempo de casamente estar a esgotar. Nesta última reflecte, a primeira frase, (e alguns não resistem) pois, contúdo, se o casamento está a ficar corrumpido, o sexo diminuí e acaba mesmo antes do divórcio. Na realidade um ser humano resistente e rigido, dependendo da idade, tem uma relação mais saudável em relação a alguns casos que citei. Sendo novo e solteiro, provavelmente tem mais vezes relações sexuais. Quando se é novo e casado, começam as relações a diminuir entre o casal (muitas vezes aumenta fora) por problemas do cotadiano... Na maturidade, volta-se a ter mais um pouco de estima, muitas das vezes voltamos a apaixonarmos pela nossa cara metade, por isso se diz que, "na idade dos quarente, ou vai ou rebenta". Atrevo-me a dizer, que o amor não tem idade, nem vaidade, e ama-se muitas e muitas vezes até morrer, mas nos dias de hoje tudo está a mudar e queremos muitas vezes partir para outras aventuras e muitas das vezes perdemos tudo!... Talvez por esta ou aquela razão, uma vez por semana seja o suficiente, (melhor que nada) e muitas das vezes não se faz por amor e sim por sexo...
Quelhas

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)