Visualizações

quinta-feira, 10 de março de 2011

...Adapte a música; Lenda da Fonte por Maria da Fonte - POESIA

Maria da Fonte, nascida e criada, num fontanário em Font’Arcada. A lenda é antiga, mas há quem a conte, que descia um monte, uma rapariga, chamada Maria da Fonte, para beber naquela fonte, onde foi nascida. E aquela hora por ela marcada, juntou multidões de paus, foices/roçadoras, chuços, forquilhas e enxadas. O povo na encruzilhada, esperava a Maria, seguiam depois bem juntos, ao longo da estrada, para matar o regedor e as gentes dos Cabrais, para deixar registada, a fonte sagrada, onde tivera nascido. Lutaram aquela hora marcada, puseram o governo fora com a revolução. E quando tudo acabou, um certo dia, como era esperado, Maria desapareceu, na encruzilhada, não veio mais à fonte, seus olhos divinos p´ra sempre fechou, mas somente às vistas do povo. Aldeia falou, tocaram os sinos e Maria voou!? E aquela hora, por ela marcada, juntou multidões na encruzilhada. Mas oh santo Deus, escureceram-se os céus, fugiu a beldade, e diz-se na encruzilhada, que Maria da Fonte fugiu desesperada. E, o fontanário vai ter saudade... Têm piada esta balada?!...
in livro: Maria da Fonte
Autor, jornalista e repórter : Quelhas

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)