Visualizações

segunda-feira, 28 de março de 2011

O Abstracto Robotizado.

cnica:
Uma breve explicação sobre o nascimento do Abstracto Robotizado. Tudo aconteceu depois de uma grande viagem iniciada ao mundo das artes plásticas. Após consultar inúmeras páginas existentes na Internet de museus e galerias de arte, apercebi-me que, também eu gostava de ser criador de arte, mas com algo diferente. Nesse tempo o desafio tomou conta de mim. Após a decisão de querer criar algo também diferente, iniciei o meu projecto com o simples Paint Buch. Fui praticando a fazer através vários tipos de esboços e depois recobri-os com cores diferentes. Ao ver que estava a começar a ter uma imagem que já se definia, fui expandindo ainda mais este meu novo conhecimento que para mim começava a ser um outro tipo de arte.
Foi então que iniciei uma nova procura de programas que me possibilitasse ainda mais técnicas de projecção de cor, recobrimentos sobre cor, de expansão, e zoom da própria imagem após definida. Hoje graças a uma forte insistência e com a continuidade deste projecto, sinto-me capaz de utilizar dez programas diferentes em que para obter estas imagens digitalizadas a minha técnica é simplesmente esta, sendo ela comandada sobre coordenadas matemáticas: Espaço vezes cor é igual a sequência; Cor menos cor é igual opção; Opção mais cor é igual à definição. Não penso criar imagens definidas do tipo fotografias ou imagem exacta porque o abstracto desafia-me constantemente desde a posição da imagem até compreender a sua definição. Por isso intitulei este trabalho com o nome de “O abstracto robotizado porque a lógica deste só depende do comando do homem sobre a máquina”
Poeta e Robótica – Pintura digital, Domingos Manuel Sousa Ferreira
Enviar um comentário

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)