Visualizações

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Comemoração de há 100 anos atrás sob o discurso de Guerra Junqueiro, sobre Luís Vaz de Camões, inicio da emigração dos Lusíadas na Suíça em união com a Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa na Suíça para o Mundo.

Comemoração de há 100 anos atrás sob o discurso de Guerra Junqueiro, sobre Luís Vaz de Camões, inicio da emigração dos Lusíadas na Suíça em união com a Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa na Suíça para o Mundo.
Depois de termos contactado pessoas e Associações em Zurique, de falar com o Chanceler Consular de Zurique, de ter feito uma primeira reunião com artistas, de fazer passar a notícia no jornal Gazeta Lusófona, vem comunicar ao seguinte:
Em reunião/conversa com o Sr. Manuel Beja – Conselheiro das Comunidades Portuguesas na Suíça, locutor da rádio Lora, um dos maiores comunicadores na Suíça e, o elo de ligação entre a Comunidade Portuguesa na Suíça e o estado Português, juntamente com o escritor das Comunidades Lusófonas em Zurique, tiveram em destaque na conversa, vários temas da actualidade entre Portugal e Suíça!...
Em primeiro lugar; Tema da Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa e, consequentemente de Guerra Junqueiro e Luís Vaz de Camões…
Em segundo lugar; O estado do país, da emigração, dos emigrantes que vêem à toa para Zurique e acabam por passar fome, sede e a dormirem ao relento, as embaixadas e o consulado, os professores e os despedimentos… Pois bem, não vou comentar o estado do país, porque toda a gente sabe que temos lá a Troika! Também sabemos que há muito desemprego na Suíça e, principalmente na época de Inverno! Quero dizer que reflictam sobre a vinda para a Suíça de qualquer forma; A Suíça não está na Comunidade Europeia e dificulta a emigração. Por outro lado, não se atrevam a vir sem tecto para dormir, sem mesa para comer e, sem uns trocos no bolso, para e no caso de não arranjarem trabalho voltarem a casa! Ó pá, se quiserem ser notícia nos canais portugueses de televisão, venham todos e durmam nas estações dos caminhos-de-ferro!? É isso que a Comunicação Social sabe fazer, denegrir o seu próprio povo!? Também sabemos que o governo da república português está a cortar em tudo, quer mudar de instalações Consulares para mais pequeno e reduzir aos funcionários e, até já mandou vinte professores embora para casa. Por outro lado, os funcionários do estado português a trabalharem na Suíça, tem ordenados em Euros e consomem em Francos Suíços, daí que a moeda do Euro fraca não acompanha a economia Suíça, sendo que, a moeda está quase ao mesmo valor, Ex. 1.000 CHF igual a 828 € a 21/02/2012.
Continuando:
Voltando ao primeiro parágrafo; a conversa entre dois autodidactas portugueses ao seu mais alto nível cultural, dialogaram sobre o tema: Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa na Suíça, onde o Sr. Manuel Beja tem um projecto Cultural e histórico, referente a um texto de Luís Vaz de Camões e, lido por Guerra Junqueiro que, se pode juntar ao primeiro! Segundo o nosso Conselheiro, tem em seu poder um documento manuscrito e original da história da emigração à 100 anos atrás, de 1912/2012 no qual quer comemorar pela cultura portuguesa. Quero dar a conhecer o meu ponto de vista e, porque andei a pesquisar e sou conhecedor de causa entre conversas, tal como esta com o Sr. Manuel Beja, e quero fazer aqui um anel de ligação; a Suíça nasceu em 1291. Guerra Junqueiro discursa a 10 de Julho de 1912 aos emigrantes portugueses em Zurique, em memória de Luís Vaz de Camões que morreu no ano de 1580. Segundo li, dizem que os portugueses na Suíça estão a partir da década dos anos 60/70, portanto apenas à 50 anos, quando este documento reza que, os emigrantes na Suíça estão pelo menos à 100 anos atrás, segundo, Manuel Beja, Conselheiro das Comunidades, porque ele próprio encontrou esse documento em Lisboa que espelha a vivacidade de um povo à uma centena de anos a esta parte na emigração Helvética.
Conclusão:
O Sr. Manuel Beja, quer ajudar a Organização Cultural e, diz-se, que podemos juntar o útil ao agradável; Associar os artistas na Suíça e Personagens Culturais Portuguesas, nomeadamente; Manuel Beja – Conselheiro das Comunidades Portuguesas na Suíça. Quelhas – escritor nas Comunidades Lusíadas na Suíça. Jorge Campos – Artista Plástico e Escultor em Zurique. Adelino Sá – jornalista no Gazeta Lusófona em Luzern. Todos ao projecto: Comemoração de há 100 anos atrás sob o discurso de Guerra Junqueiro, sobre Luís Vaz de Camões, inicio da emigração dos Lusíadas na Suíça.
Rosa
Enviar um comentário

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)