Visualizações

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Comemoração de há 100 anos atrás sob o discurso de Guerra Junqueiro, sobre Luís Vaz de Camões, inicio da emigração dos Lusíadas na Suíça em união com a Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa na Suíça para o Mundo.

Comemoração de há 100 anos atrás sob o discurso de Guerra Junqueiro, sobre Luís Vaz de Camões, inicio da emigração dos Lusíadas na Suíça em união com a Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa na Suíça para o Mundo.
Depois de termos contactado pessoas e Associações em Zurique, de falar com o Chanceler Consular de Zurique, de ter feito uma primeira reunião com artistas, de fazer passar a notícia no jornal Gazeta Lusófona, vem comunicar ao seguinte:
Em reunião/conversa com o Sr. Manuel Beja – Conselheiro das Comunidades Portuguesas na Suíça, locutor da rádio Lora, um dos maiores comunicadores na Suíça e, o elo de ligação entre a Comunidade Portuguesa na Suíça e o estado Português, juntamente com o escritor das Comunidades Lusófonas em Zurique, tiveram em destaque na conversa, vários temas da actualidade entre Portugal e Suíça!...
Em primeiro lugar; Tema da Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa e, consequentemente de Guerra Junqueiro e Luís Vaz de Camões…
Em segundo lugar; O estado do país, da emigração, dos emigrantes que vêem à toa para Zurique e acabam por passar fome, sede e a dormirem ao relento, as embaixadas e o consulado, os professores e os despedimentos… Pois bem, não vou comentar o estado do país, porque toda a gente sabe que temos lá a Troika! Também sabemos que há muito desemprego na Suíça e, principalmente na época de Inverno! Quero dizer que reflictam sobre a vinda para a Suíça de qualquer forma; A Suíça não está na Comunidade Europeia e dificulta a emigração. Por outro lado, não se atrevam a vir sem tecto para dormir, sem mesa para comer e, sem uns trocos no bolso, para e no caso de não arranjarem trabalho voltarem a casa! Ó pá, se quiserem ser notícia nos canais portugueses de televisão, venham todos e durmam nas estações dos caminhos-de-ferro!? É isso que a Comunicação Social sabe fazer, denegrir o seu próprio povo!? Também sabemos que o governo da república português está a cortar em tudo, quer mudar de instalações Consulares para mais pequeno e reduzir aos funcionários e, até já mandou vinte professores embora para casa. Por outro lado, os funcionários do estado português a trabalharem na Suíça, tem ordenados em Euros e consomem em Francos Suíços, daí que a moeda do Euro fraca não acompanha a economia Suíça, sendo que, a moeda está quase ao mesmo valor, Ex. 1.000 CHF igual a 828 € a 21/02/2012.
Continuando:
Voltando ao primeiro parágrafo; a conversa entre dois autodidactas portugueses ao seu mais alto nível cultural, dialogaram sobre o tema: Organização Cultural de Língua de Expressão Portuguesa na Suíça, onde o Sr. Manuel Beja tem um projecto Cultural e histórico, referente a um texto de Luís Vaz de Camões e, lido por Guerra Junqueiro que, se pode juntar ao primeiro! Segundo o nosso Conselheiro, tem em seu poder um documento manuscrito e original da história da emigração à 100 anos atrás, de 1912/2012 no qual quer comemorar pela cultura portuguesa. Quero dar a conhecer o meu ponto de vista e, porque andei a pesquisar e sou conhecedor de causa entre conversas, tal como esta com o Sr. Manuel Beja, e quero fazer aqui um anel de ligação; a Suíça nasceu em 1291. Guerra Junqueiro discursa a 10 de Julho de 1912 aos emigrantes portugueses em Zurique, em memória de Luís Vaz de Camões que morreu no ano de 1580. Segundo li, dizem que os portugueses na Suíça estão a partir da década dos anos 60/70, portanto apenas à 50 anos, quando este documento reza que, os emigrantes na Suíça estão pelo menos à 100 anos atrás, segundo, Manuel Beja, Conselheiro das Comunidades, porque ele próprio encontrou esse documento em Lisboa que espelha a vivacidade de um povo à uma centena de anos a esta parte na emigração Helvética.
Conclusão:
O Sr. Manuel Beja, quer ajudar a Organização Cultural e, diz-se, que podemos juntar o útil ao agradável; Associar os artistas na Suíça e Personagens Culturais Portuguesas, nomeadamente; Manuel Beja – Conselheiro das Comunidades Portuguesas na Suíça. Quelhas – escritor nas Comunidades Lusíadas na Suíça. Jorge Campos – Artista Plástico e Escultor em Zurique. Adelino Sá – jornalista no Gazeta Lusófona em Luzern. Todos ao projecto: Comemoração de há 100 anos atrás sob o discurso de Guerra Junqueiro, sobre Luís Vaz de Camões, inicio da emigração dos Lusíadas na Suíça.
Rosa

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)