Visualizações

sábado, 28 de maio de 2011

Eleições legislativas de Portugal deveremos votar no estrangeiro?

Eleições legislativas de Portugal a 5 de Junho deveremos acreditar na mentira dos políticos e, votar no estrangeiro?
Sabia que para as eleições Autárquicas e Assembleia de Freguesia não pode votar no estrangeiro sendo emigrante Português?
Mas vivendo no estrangeiro pode votar nas Legislativas e para a Eleição do Presidente da República!
PORQUÊ?
Vamos lá nós entender os Políticos e a Democracia que, deixamos de acreditar em todos os sentidos...
Ou se vota a todo-o-terreno ou não se vota! Andamos cá pela metade? Isto não tem jeito nenhum de votar no estrangeiro somente nas Legislativas e para a Eleição do Presidente da República e, não podermos votar nas eleições Autárquicas e Assembleia de Freguesia, sendo que estas duas últimas são muito mais importantes para uma região, eu defendo a minha região! Vejamos, um cidadão em Portugal com direito a voto, vota em todas as eleições, Autarquias, Assembleia de freguesia, Legislativas e, para o Presidente da República e, quando emigra para o estrangeiro tem de se recensear no estrangeiro, logo perde direito ao voto nas Autarquias e na sua terra Natal, junta de freguesia...
Em caso de eleições em Portugal e um cidadão estiver de férias em Portugal, não pode exercer o direito de voto na sua/nossa terra, pelo mesmo motivo que citei atrás, deixou de estar inscrito em Portugal e passou a estar inscrito no país de acolhimento para votar nas eleições Portuguesas.
Você sabia porque é que eu defendo a não votação no estrangeiro?
Primeiro lugar, quantos menos votantes tiver uma região, menos dinheiro entra nas Autarquias e estas por sua vez ficam mais pobres, por esse motivo devemos estar registados na nossa região em Portugal e puxar para si a brasa à sua sardinha...
Segundo lugar, votar no estrangeiro trás despesas adicionais de grande porte aos portugueses e a Portugal contribuindo ainda mais para a crise, imagine-se todas as mesas de voto em cada país do Mundo abertas para votarem 1% dos votantes registados em cada um daqueles país e os restantes absterem-se, é um caso, mas existem muitos mais, nem vale a pena sequer abrirem a mesa de voto...
Pois bem, julgo que todos e quaisquer cidadãos portugueses no Mundo deveriam sim exercer seu direito de voto através das novas tecnologias, serem incentivados e haver meios técnicos para fazerem livremente o seu voto sigilo, mas votarem em todos os sentidos, Autarquias, Assembleia de freguesia, Legislativas e, para o Presidente da República sem terem que se subscreverem no estrangeiro, votarem sim no estrangeiro via internet como se estivessem em Portugal.
Penso ser justo os Consolados pelo Mundo fora terem abertas as portas e receberem todos os cidadãos portugueses e ajudarem a votar pela internet como sendo um voto nacional feito na região de cada um e registado na região de cada pessoa onde tem residência...
Já pensaram nisso senhores Primeiro-ministro e senhor Presidente da República e senhores Políticos?
E você caro cidadão e contribuinte nacional que paga impostos em Portugal, mesmo estando no estrangeiro, caso de impostos de selo automóvel e IMI etc, que pensa disto tudo?
Devemos ou não votar no estrangeiro?
Não será melhor contribuir para uma região mais rica, a nossa região, não votando no estrangeiro e dar mais oportunidade de finanças de dinheiros que vem de Lisboa à região onde pagamos impostos?
Sabia que quantos mais votantes tiverem as regiões, mais dinheiro entra na Autarquia?
Deveremos nós acreditar na mentira dos políticos e votar?
Sinceramente penso que não! Olhem, se estiverem recenseados em Portugal e absterem-se, a nossa região, autarquia, recebem igual como se VC votasse, agora ao escreverem-se no estrangeiro a nossa terra não tem direito a nada...
Voto Antecipado - Eleições Legislativas - 5 de Junho de 2011
 
Eleições Legislativas 5 de Junho 2011 - Saiba Onde Votar

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)