Visualizações

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Aconteceu no Loft one - IV


Três pérolas da Ilha da Madeira


Aconteceu no Loft one - IV



Quando penso que a semana começa numa segunda-feira de Kizomba no Loft, fico feliz!

E a semana segue com uma terça-feira de Forró, a alegria é garantida! Trabalho muito e possuo outras responsabilidades na vida. Então, não posso desfrutar das regalias do Loft sempre que me dá na telha! Quando estou por lá, procuro curtir tudo e todos!

O Loft é um lugar mágico, cheio de purpurinas de alegria e palavras de rocos-pocos que me libertam de qualquer pudor. A fantasia vira realidade.

O Deus grego aparece feito uma miragem em minha frente, me tira para dançar. O colar da Sereia, uma peça tão chamativa, parecia mesmo que vinha das profundezas do oceano. A Sereia dançava, de uma maneira tão persuasiva e sensual que irradiava uma luz nunca antes vista. E dançava com o lobo mau.

Lobo simpático, contador de histórias, falando das coisas que conhecia da vida de sereias e sereios. O Lobo mau simpático, de passos leves e lentos, de toques precisos e suaves, conduz sutilmente as damas nas pistas loftônianas. Provavelmente, ele suspeita de minhas observações. Discrição nunca foi o meu forte!

Numa conversa maneira, o homem comum falando de coisas comuns (porém, ao som de um forró) suas energias parecem encontrar a sua parte dominante. Não fala muito, canta as letras das canções com o coração, o seu corpo não é mais governado pelo homem, sua respiração ganha mais força, assim como seu cheiro e seu prazer. O Lobo mau simpático, é um ser de uma luz penetrante! Me sinto em paz com sua presença; o medo foi vencido pela experiência da aproximação. Ai!

Algumas semanas depois das descobertas das aventuras da Sereia, da força do Deus grego e da sutileza do Lobo mau simpático, eu mal pude acreditar no que os meus olhos contemplavam: a sereia do forró, com sua calda em uma ilha na cidade de Zurique, carregada por seus mais fiéis adoradores. Uma foto nas redes sociais, pode caracterizar melhor os meus conceitos sobre ela. Concluí que a força da fantasia de um ser é capaz de inspirar e encantar qualquer homem e mulher.

Descobri que a realidade pode ser assim - tão bela quando decidimos viver nossas fantasias! Quando nossa loucura se torna nossa euforia, o remédio para qualquer enfermidade. Se não prejudicamos ninguém com isso, apenas precisamos e merecemos todo respeito de ser quem queremos ser.

Bom, na próxima vez, preciso falar sobre amor, aquele que vejo nos passos da Bailarina e do Bailarino mais que perfeitos. Que, para variar, tudo isso aconteceu no Loft!

Artigo: Sidy Neiverth
Revisão: Paulo Rosa

Sem comentários:

Aqui notícias relacionadas com os livros do autor Quelhas...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)